Pesquisa

Nosso método único de avaliação foi desenvolvido após 30 anos de pesquisa científica, observando como os movimentos oculares podem oferecer uma nova visão da leitura, como um complexo processo cognitivo e linguístico, em vez de um percentual ou uma pontuação simples.

Nosso método de avaliação é baseado em dados do projeto Kronoberg, um estudo longitudinal inteiramente único de leitura e escrita que começou há quase 30 anos. Como parte do projeto, foram feitas gravações de movimentos oculares com centenas de crianças, com e sem dificuldades de leitura. Seu progresso acadêmico e de leitura foi seguido desde o 3º ano letivo até a idade adulta.

Ao analisar os padrões de movimento ocular deste estudo, combinados com a pesquisa adicional do Projeto Dyslexia realizada nos municípios suecos de Järfälla e Trosa, nossos pesquisadores e fundadores foram capazes de mostrar que os modelos estatísticos desenvolvidos por eles poderiam prever, com precisão, quais alunos teriam dificuldades após apenas 30 segundos de leitura. Os resultados acumulados de seus trabalhos foram publicados na revista científica PLoS One (Benfatto et al., 2016).

Os olhos de uma criança com alto nível de leitura (à esquerda) geralmente se movem ao longo de uma passagem de texto com movimentos curtos e rápidos, enquanto que os de uma criança com baixo nível de leitura (à direita) tendem a se mover mais lentamente, e podem se fixar em palavras individuais ou até regredir.

Ao estudar os movimentos oculares de uma criança à medida que ela lê, a nossa avaliação pode determinar com precisão o seu grau de leitura e realçar potenciais dificuldades a partir de pequenas diferenças na forma como processa o texto.

Saiba mais sobre os projetos por trás do nosso método de avaliação, baixando o nosso Guia de pesquisa.